SANGUE NA GUELRA: O BALANÇO DO QUE FOI O SIMPÓSIO SOBRE A REVOLUÇÃO E O PODER DA COMIDA PARA A GASTRONOMIA


QUADRADO.png SAIBA MAIS SOBRE O QUE ACONTECEU NO MAIOR SIMPÓSIO DE GASTRONOMIA DA ATUALIDADE

IMG_5990.JPG
AS CABEÇAS PENSANTES DO CENÁRIO GASTRONÓMICO PORTUGUÊS REUNEM-SE PARA DISCUTIR O PODER DA COMIDA. FOTOGRAFIA: TOP CHECK-IN MAGAZINE

Nos últimos dias 27 e 28 de Maio 2019 a Gare de Altcântara em Lisboa foi povoada por algumas das maiores cabeças pensantes da Gastronomia em Portugal e mundo. Reunidos estavam chefs, gourmets, empresários da restauração, pequenos produtores, foodies, curiosos e toda gente expectante por pensar em conjunto sobre o poder da comida, saber as novas tendências, partilhar experiências, apresentar uma nova perspectiva da Gastronomia portuguesa, e a buscar soluções para uma alimentação mais consciente. Desde a entrada do auditório mesmo antes das palestras, os presentes tiveram um espaço para a oportunidade de estar em contacto direto com produtores de vinho como a Herdade do Esporão a oferecer a prova do vinho biológico da casa, empresas de fornecimento de loiça ecológica compostável, marcas de cerveja e café.

Os responsáveis pela mobilização de diversas personalidades do segmento são Ana Músico e Paulo Barata, ativistas de tudo o que diz respeito à Gastronomia no presente e futuro. Elegeram como temática central desta edição “Revolution – The Power of Food.” Em voga estiveram o passado e panorama da atualidade, a pensar fora da caixa conjuntamente em soluções, estratégias, reflexões e o despertar da inquietude diante do cenário atual.

frame sangue.png
BASTA APONTAR O TELEMÓVEL PARA ACEDER AO CONTEÚDO COMPLETO  DESTE ARTIGO EM TECNOLOGIA QR CODE

Um dos temas presentes entre 9 de 10 palestrantes foi a questão da sustentabilidade. Impossível pensar-se em Gastronomia e fazer-se cego frente à esta quetão. Falou-se dentre os presentes sobre o pensamento do consumidor moderno, os hábitos alimentares dos portugueses,  economia circular comércio justo, o poder de comunicação por suas figuras mais representativas, e o caráter pedagógico – missão de responsabilidade dos chefs, a desmistificar tabus sobre a comida e educar o paladar.

Estiveram também presentes chefs convidados do Brasil,  em destaque o Chef César Costa, que trouxe ao conhecimento de todos iniciativas interessantes e bons exemplos como painéis solares, utilização de energias renováveis ecertificações de entidades. Outro grande exemplo do ativismo social de chefs é a brasileira Ana Luiza Trajano,  uma profissional respeitada em seu meio e presidente do Instituto Brasil a Gosto. É uma grande pesquisadora de novos produtos e técnicas. Também da América do Sul esteve presente o casal Rueda, composto por empresários e cozinheiros. Comandam a cozinha de alguns dos restaurantes e bares mais mediáticos de São Paulo, nomeadamente Bar da Dona Onça e A Casa do Porco. À frente de um projeto no que tange a mudanças na alimentação escolar dos miúdos, com o desafio de fornecimento de uma alimentação saudável, respeito à sazonalidade dos produtos e maior utilização de alimentos biológicos.


QUADRADO.png SERVIÇO

Site Oficial: https://www.sanguenaguelra.pt