INSIDE PORTUGAL: 20 ANOS DE CELEBRAÇÃO DA FORTALEZA DO GUINCHO COM ALTA GASTRONOMIA



QUADRADO.png  ASSIM COMO BONS VINHOS, SÓ A MELHORAR COM O TEMPO

A cozinha da Fortaleza do Guincho carrega consigo o mérito de ajudar a construir a própria História da Gastronomia Portuguesa Contemporânea. Sua marca registrada sempre encontrou lugar em profissionais ousados, que sempre povoaram suas cozinhas, incansáveis na arte de seduzir o paladar. Cenário de eventos exclusivos e de personalidade singular, instituiu tradições e quebrou paradigmas, ao ditar sempre o que era bem vindo ao comensal. A cada garfada de sua ementa, uma verdadeira declaração de amor do cozinheiro ao vosso paladar, como se este quisesse dizer um “amo-te” ao receptor das iguarias. Ao longo de 20 anos, de bebê passou a criança, até crescer para alçar a altura de um ponto turístico, algo muito maior do que um estabelecimento comercial.

20 anos coroam a passagem da fortificação, que se faz imponente em meio à paisagem estonteante. Sua história acumula experiências  memoráveis de hóspedes, e deleite de comensais, em pratos que despertam todos os nossos sentidos. Sempre à frente de seu tempo, seja no quesito hospitalidade ou gastronomia, com o passar dos anos criou tendências e formou opiniões. É o preferido de 9 dentre 10 moradores locais e viajantes, que faz parte de muitos álbuns de fotografias, tal qual pessoas estampadas em álbuns pessoais de fotos, como um membro da família. Acompanhou celebração de nascimentos, aniversários e casamentos, estando junto nos momentos mais marcantes de nossa trajetória, como um amigo inseparável com quem compartilhamos o que vivemos de melhor.

Restaurante do Hotel Fortaleza do Guincho com vista privilegiada sobre o mar

QUADRADO.png  A HISTÓRIA DA GASTRONOMIA LUSITANA CONTEMPORÂNEA ESCRITA ATRAVÉS DE SUA COZINHA

O Restaurante nascera junto com o Hotel. De mãos dadas, os dois caminharam rumo à importantes capítulos da história da boa mesa o país. Na década de 90 constituído sob a tutela do Chef francês Antoine Westermann, o engenheiro que pavimentou as fundações da construção e deu os alicerces para um grande marco na restauração nacional.

Alguns anos depois lhe foi concebida a primeira estrela, seguida pela fusão entre a clássica cozinha francesa e a personalidade singular dos produtos nacionais. As sucessivas premiações que se seguiram, foram o retrato de suas fases, e constante aprendizado. Desde que o icônico Chef Westermann passou o bastão ao discípulo Vincent Farges, muito ocorreu.


QUADRADO.png  O ATUAL CAPÍTULO DA COZINHA DA FORTALEZA DO GUINCHO

Amuse Bouche – mexilhão

Há 3 anos foi declarado Chef Executivo Miguel Rocha Vieira, para marcar uma nova era, com a introdução de conceitos modernos como a sazonalidade de ingredientes, exaltação dos produtores, e utilização de insumos com ênfase sobre sua localidade e origem.

A colocação do nativo português à frente da cozinha de prestígio, sedimenta a intenção de cada vez mais patentear a simbiose do casamento definitivo entre as raízes de Portugal e este sítio. Cada vez mais as iguarias nacionais povoam as ementas, com uma invejável carta de vinhos, inspirações do Atlântico ao trazer vieiras da bela costa nacional, a tradicional sopa de pedra e a irresistível sobremesa em cartaz atualmente: “Dunas do Guincho”, com pinhas, pinhões e resina. Sim, tens Portugal à mesa, festejada em todas as cores, sabores e muito orgulho.

Como os bons vinhos, a cozinha da Fortaleza do Guincho somente melhora com o tempo, permanecendo o retrato do bom gosto, refinamento e qualidade excepcional. Vida longa!