COLUNA LIFESTYLE

MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES BUENOS AIRES



QUADRADO.png   E X P L O R E  O   M E L H O R   D A   A R T E   C O M   E S T I L O 

O Museo de Bellas Artes de Buenas Aires – MNBA – é, sem dúvida, um carimbo obrigatório em cada viagem à capital porteña, pois além do rico acervo permanente, recebe inúmeras obras diferentes nas exposições temporárias. Este museu conta com o maior patrimônio do país e é um dos principais da América Latina. O público respira quase 10.000m2 de arte como obras originais de Picasso, Goya, Rembrandt, e Vincent Van Gogh, além da escultura apaixonante do “beijo” de Rodin.

Três grandes características fazem com que ele seja único. Primeiro, seu extraordinário patrimônio artístico: a acervo público mais importante do subcontinente. Das mais de 12 mil peças que compõem a coleção, destaca-se a de arte europeia do século XIX como a mais importante da região, e a de arte argentina que é a coleção número um do mundo sem dúvidas. Nas 24 salas do térreo, o visitante se cruzará no seu percurso com esculturas de Barrias e de Rodin, com El Greco e Rembrandt, com a magnífica sala Goya, com a coleção de impressionistas e pós-impressionistas mais importante da América Latina, que começa com Manet e vai até Sorolla, passando por Van Gogh, Gauguin y Degas. No final do percurso, a seleção de obras primas de Pueyrredón, Sívori, Della Valle, de la Cárcova e os fantásticos Cándido López, entre tantos outros artistas.


QUADRADO.png   O  Q U E   V A I  E N C O N T R A R 

O primeiro andar é dedicado à arte do século XX, mais à arte argentina e latino-americana, mas a arte internacional também. Suas salas de exposição reúnem vários mestres de vanguarda desde o início do século, como Klee, Kandinsky, De Chirico, Carra, Modigliani, Picasso e Léger. Além disso, obras de Rafael Barradas, Xul Solar, Pedro Figari, Joaquín Torres García, Emilio Pettoruti e Alicia Penalba. As tendências da pós-guerra são representadas por artistas como Nicholson, Fontana, Dubuffet, Henry Moore, Rothko, Pollock, Nevelson, Fautrier, Kemble, Sakai, Testa e Greco. Obras de Gyula Kosice, Julio Le Parc e Martha Boto passam pela arte óptica e cinética argentina. A arte argentina de 1960 a 1980 é mostrada através de obras de Ernesto Deira, Jorge de la Vega, Rómulo Macció, Luis Felipe Noé, Antonio Saura, Carlos Alonso, Antonio Seguí, Juan Carlos Distéfano, Edgardo Giménez e Marta Minujin, entre outros.


QUADRADO.png   A L G U M A S   A T R A Ç Õ E S   P R I N C I P A I S

O museu conta em suas salas com exibições permanentes e temporárias, são enumeradas algumas das obras que pertencem à colecção permanente do museu.

Monet

  • Lhe berge da Seine (Orlas do Sena), 1880

Picasso

  • Femme allongée (Mulher deitada), 1931
  • Femme nue de duas (Mulher nua de costas), 1905
  • Cabeça de fauno
  • Sonho e mentira/de/Franco, 1937

Pierre-Auguste Renoir

  • Retrato de mulher
  • Jeune femme au chapeau vert (Jovem mulher com chapéu verde)

Vincent Van Gogh

  • Lhe Moulin de La Golette (O moinho da Golette)

Francisco de Goya

  • Fiesta popular bajo un puente ó Baile popular, 1808
  • Encena de guerra, 1808
  • Incêndio de un hospital, 1808
  • Encena de disciplinantes, 1808
  • Aparición de San Isidoro al Rey Fernando III El Santo, ante los muros de Sevilla “

QUADRADO.png  V O C Ê   P R E C I S A   S A B E R

Horários: Terça a Sexta 11-20 hs  – Sábado, domingo 10-20hs
Fechado às segundas-feiras
Entrada gratuita


QUADRADO.png  C O M P R E   S E U   I N G R E S S O   A Q U I

RESERVEFREE.png


*OS VALORES, PRODUTOS, SERVIÇOS DESTE ESTABELECIMENTO ESTÃO SUJEITAS A MUDANÇAS. TODAS AS INFORMAÇÕES PRESENTES SÃO PUBLICADAS DE BOA FÉ CONFORME FORNECIDO PELOS PROVEDORES OU VERIFICADO PESSOALMENTE POR MEMBROS DE NOSSA EQUIPE. RECOMENDAMOS VERIFICAR DIRETAMENTE COM O ESTABELECIMENTO QUALQUER INFORMAÇÃO QUE SE FAÇA NECESSÁRIA ANTES DE SUA IDA AO LOCAL.


NOVOBANNERGRANDETORNESEUMPARCEIRO.png


 

Categories: COLUNA LIFESTYLE

Deixe uma resposta