TURISMO GASTRONÔMICO

GRANA PADANO


GRANA.png


QUADRADO.png   E X P L O R E   O S   M E L H O R E S   S A B O R E S

Grana padano é um queijo italiano típico da Planície Padana, mas da margem norte do rio Pó, enquanto que o Parmigiano-Reggiano é a seu contraparte da margem sul. Ambos têm Denominação de Origem Protegida, são feitos com leite de vacas criadas localmente, de cura longa (pelo menos um ano) realizada em ambiente arejado e podem ser consumidos tanto em fatias, como antepasto ou no fim da refeição, ou ralados para serem usados noutros cozinhados; são queijos semigordos, de pasta dura e finamente granulosa depois da cozedura. [1]

As características organolépticas dos dois “queijos-irmãos” são diferentes, para além do preço: o Parmigiano é mais caro que o Grana, possivelmente por a produção de Grana Padano ser maior que a do Parmigiano; para além disso o Parmigiano é mais salgado, o que pode ser devido não só ao método de produção, mas também a diferenças na qualidade dos pastos e na própria alimentação das vacas que, no caso do Parmigiano, inclui o mesmo leite.

Nada mais do que o queijo italiano mais vendido e consumido na Itália, e no mundo. Queijo fabricado com leite de vaca cru (não pasteurizado), considerado duro e semi-gordo. Sua principal característica é o fato de ser granulado e quebrar com facilidade, tendo um nome que referencia a isso, pois “Grana” se refere a essa textura granulada que o queijo possui, e “Padano”, faz referencia ao Vale do Rio pó, local de produção do queijo.

A origem do Grana Padano, surgiu pelos monges cistercienses em torno de 1000 anos d.C., que precisavam conservar o bom leite que sobrava, pois a produção era maior que necessário. O queijo foi ganhando fama rapidamente ao longo dos anos, até se consagrar, e fazer parte dos banquetes renascentistas e duques. Com a demanda, a produção cresceu, e o hábito de fazer o queijo se consolidou na Itália.

Para ser considerado Grana Padano, é preciso ter no mínimo 12 meses de maturação, e eles se classificam em: Grana Padano DOP inferior a 16 meses, Grana Padano DOP mais de 16 meses e Grana Padano Reserva. A maturação do queijo acontece em um ambiente natural, com uma temperatura entre 15 a 22 graus.


QUADRADO.png   P R O D U Ç Ã O

A produção do Grana Padano é extremamente padronizada, e é controlada por  um consorcio de tutela, que foi criado em 1954, para garantir a qualidade do queijo e preservar o local de origem e o método de produção. O queijo original é redondo, com 35-45 cm de diâmetro e de altura, pesando entre 24-40 kg cada, não podendo ser menos que isso. Por ter o selo DOP, só pode ser produzido e levar esse nome, se for feito em alguma das 35 regiões que possuem a permissão. Entre elas, estão Milão, Veneza, Bologna e etc.

Também do norte da Itália vem o grande rival do parmigiano: o Grana Padano. Há quem diga que ele já superou o concorrente em vendas na Itália, e no mundo. Também é fabricado com leite de vaca cru, com textura granulada e quebradiça. O nome “Padano” se deve à sua região de origem, no Vale do Rio Pó, um dos principais rios italianos.

Para ser Grana Padano, um queijo tem que ter no mínimo 12 meses de maturação. À medida que a maturação aumenta, aumenta também o valor do queijo e ele ganha diferentes certificações de denominação de origem e de reserva. A produção é rigidamente controlada e apenas 35 regiões na Itália tem permissão para tal – entre elas Milão, Veneza e Bologna.


QUADRADO.png   C L A S S I F I C A Ç Õ E S   D O   G R A N A   P A D A N O 

  • DOP (inferior a 16 meses)

Esta variação do Grana possui menos tempo de maturação, entre 9 até 16 meses. Sua textura é granulada, mas possui sabor delicado e também cremoso.

  • DOP (mais de 16 meses)

Esta classificação já possui mais de 16 meses de maturação, sua textura forma uma crumblier e possui sabor persistente mas não muito forte.

  • Grana Padano Reserva

Com mais de 20 meses de maturação, este queijo ainda passa por vários testes necessários para manter sua qualidade. Além disso, esta variação é a escolha ideal para gourmets.

 


QUADRADO.png   D I F E R E N Ç A S   E N T R E   G R A N A   P A D A N O   E   P A R M I G I A N O   R E G G I A N O

Existem algumas diferenças que tornam esses queijos diferentes, ainda que sejam parentes bem próximos um do outro. Além de ter uma produção bem menor, o Parmigiano é produzido a partir da mesma receita do Grana, entretanto, ao degustá-lo é possível notar a diferença de sabores e características únicas.

Com certeza, sua qualidade é indiscutível, pois também é produzido com critérios bem rígidos, com leite de vaca fresco, sem qualquer aditivo ou tratamento. Assim como o Grana, este queijo precisa ter, no mínimo, 12 meses de maturação e existem processos específicos relacionados a alimentação das vacas e demais ingredientes.

 


QUADRADO.png   U T I L I Z A Ç Ã O   D O  G R A N A   P A D A N O   N A   C U L I N Á R I A 

Chegamos a um assunto que interessa a todos: a culinária.  Como já falamos, você não conseguirá fatiar este queijo, já que ele é bastante quebradiço, por isso, pode ser quebrado em pedaços desiguais ou lascas, ou até mesmo ralado.

O Grana também é um ótimo queijo para ser usado em gratinados, por derreter bem, assim como em massas, risotos, saladas, legumes, frangos e demais carnes. Como viu, opções não faltam para degustar este maravilhoso queijo.


NOVOBANNERGRANDETORNESEUMPARCEIRO.png


 

Categories: TURISMO GASTRONÔMICO

Deixe uma resposta