FONTINA


FONT.png


QUADRADO.png   E X P L O R E   O S   M E L H O R E S   S A B O R E S

Sua história remonta à Idade Média, mas foi em torno do século XVII que este queijo foi chamado de Fontina. Desde
aquela época, é muito frequentemente encontrado nos eventos históricos do Vale de Aosta. A denominação D.O.C. foi reconhecida pelo Decreto Presidencial nº 1.269, de 30 de outubro de 1955. O Consorzio Produttori e Tutela della Fontina DOP foi constituído em 1957. O queijo Fontina é produzido exclusivamente em toda a Região Autônoma do
Valle d’Aosta, no Noroeste da Itália. É fabricado a partir de leite inteiro, cru, de uma ordenha só, de vacas valdostanas (rodza ou nèira) alimentadas com forragem verde durante o verão e feno local no resto do ano.

QUADRADO.png   A S P E C T O

É um queijo de massa semicozida, com textura semidura, com poucas cavidades e coloração ligeiramente palha. Derrete na boca, com sabor característico, suave e delicado. Até hoje, é produzido usando técnicas seculares. Seu amadurecimento é natural e ocorre em um período médio de três meses. Apresenta formato cilíndrico com faces planes de 35 a 45cm e laterais de 7 a 10cm; o peso pode variar entre 7,5 e 12kg.  Muito rico, especialmente em fermentos lácteos e vitamina A, também contém proteínas, cálcio e fósforo, sendo assim um alimento nutritivo de qualidade, de fácil digestão e bem tolerado. Possui baixa de colesterol. Excelente como queijo de mesa, ainda é particularmente adequado para a preparação de pratos de qualidade, sejam eles entradas ou pratos principais, especialmente em receitas de tradição popular valdostana, tal como a raclete (a raclete diferencia-se do fondue por ser queijo puro). A marca do Consorzio Produttori e Tutela della Fontina D.O.P. é impressa com tinta em um dos lados da peça.


NOVOBANNERGRANDETORNESEUMPARCEIRO.png


Deixe uma resposta